ATENÇÃO Este site utiliza cookies. Ao navegar no site estará a consentir a sua utilização. Saiba mais sobre o uso de cookies.

Acesso myCasaYES
Introduza os seus dados de acesso
entrar Acesso Negado!
» Recuperar password
Recuperar Password
Introduza o seu e-mail de acesso
  • »
  • »
  • »
  • »
  • »
sessão de comparação:
» Nova sessão
título da sessão: » Sessão existente
adicionar
Por favor preencha os campos obrigatórios
Registe-se no myCasaYES
Vantagens de ser um utilizador registado:
  • » Possibilidade de criar multiplas sessões de comparação em paralelo
  • » Possibilidade de adicionar imóveis a diferentes sessões de comparação já existentes
  • » Possibilidade de editar/customizar sessões de comparação
  • » Outras vantagens
  • » Registar / Entrar
Acompanhe-nos YouTube Vimeo

Localização:

Clique no mapa ou escreva o distrito, o concelho e/ou a freguesia
ToBuy Fields
ToRent Fields
ToVacationRent Fields
ToOtherBusiness Fields
menos opções
PT EN ES

Notícias

Lista das últimas novidades imobiliárias

Habitação continuará “quente” em 2020

Habitação continuará “quente” em 2020

20/01/2020

Preços das casas vão subir este ano, segundo o Barómetro Out of the Box.

Preços das casas vão subir este ano, segundo o Barómetro Out of the Box.

Os preços das casas têm vindo a subir nos últimos tempos, mas em 2019, apesar de continuarem a aumentar em termos homólogos, já deram sinais de estarem a desacelerar, ou seja, continuam a subir, mas menos. E em 2020, o que irá acontecer? Vão continuar a crescer. Esta é a conclusão do Barómetro Out of the Box, que este ano contou com 181 respostas.
Segundo o portal, que é detido por Gonçalo Nascimento Rodrigues, consultor financeiro independente em investimentos imobiliários, quase 36% dos inquiridos aponta para uma subida dos preços até 5%, sendo que 13% considera que a subida poderá chegar aos 10% e 1,66% superar essa fasquia. De referir, no entanto, que 40% dos participantes acreditam na manutenção dos preços ou numa quebra até 5%.
Onde é que os preços vão subir mais, em Lisboa ou no Porto? Os dados do barómetro permitem concluir que a tendência de subida será superior na Invicta, com quase 65% dos inquiridos a manifestar esse sentimento. “Na capital, 25% acredita mesmo numa quebra dos preços, sendo que os restantes inquiridos dividem-se entre uma estabilização ou uma subida dos mesmos”, lê-se no portal. 
Mais otimistas estão os promotores imobiliários que responderam ao inquérito, já que 60% dos inquiridos acreditam numa subida dos preços em Portugal no corrente ano. E mais: 20% aponta para uma estabilização do mercado. Já do lado dos avaliadores, são mais de 50% aqueles que antecipam uma subida nos preços.
Os mediadores imobiliários, por seu turno, estão um pouco mais cautelosos, com quase 35% a preverem uma descida nos preços e 40,5% a acreditaram numa quebra nas casas vendidas. Sobre este tema, a maior parte dos inquiridos acredita numa estabilização no número de casas vendidas (37,5%) enquanto 32,6% acredita ainda que o mercado possa vir a vender mais casas em 2020. Quase 30% prevê, no entanto, uma quebra nas vendas.
O Barómetro Out of the Box foi realizado entre 17 de dezembro de 2019 e 6 de janeiro de 2020, através de respostas online, tendo tido 624 acessos e obtido um total de 181 respostas válidas. A maioria dos inquiridos é do sexo masculino (79%) e são pessoas que trabalham maioritariamente na cidade de Lisboa ou na zona da Grande Lisboa. De referir que 57% dos inquiridos tem mais de 10 anos de experiência no mercado imobiliário.

Os preços das casas têm vindo a subir nos últimos tempos, mas em 2019, apesar de continuarem a aumentar em termos homólogos, já deram sinais de estarem a desacelerar, ou seja, continuam a subir, mas menos. E em 2020, o que irá acontecer? Vão continuar a crescer. Esta é a conclusão do Barómetro Out of the Box, que este ano contou com 181 respostas.
Segundo o portal, que é detido por Gonçalo Nascimento Rodrigues, consultor financeiro independente em investimentos imobiliários, quase 36% dos inquiridos aponta para uma subida dos preços até 5%, sendo que 13% considera que a subida poderá chegar aos 10% e 1,66% superar essa fasquia. De referir, no entanto, que 40% dos participantes acreditam na manutenção dos preços ou numa quebra até 5%.
Onde é que os preços vão subir mais, em Lisboa ou no Porto? Os dados do barómetro permitem concluir que a tendência de subida será superior na Invicta, com quase 65% dos inquiridos a manifestar esse sentimento. “Na capital, 25% acredita mesmo numa quebra dos preços, sendo que os restantes inquiridos dividem-se entre uma estabilização ou uma subida dos mesmos”, lê-se no portal. 
Mais otimistas estão os promotores imobiliários que responderam ao inquérito, já que 60% dos inquiridos acreditam numa subida dos preços em Portugal no corrente ano. E mais: 20% aponta para uma estabilização do mercado. Já do lado dos avaliadores, são mais de 50% aqueles que antecipam uma subida nos preços.
Os mediadores imobiliários, por seu turno, estão um pouco mais cautelosos, com quase 35% a preverem uma descida nos preços e 40,5% a acreditaram numa quebra nas casas vendidas. Sobre este tema, a maior parte dos inquiridos acredita numa estabilização no número de casas vendidas (37,5%) enquanto 32,6% acredita ainda que o mercado possa vir a vender mais casas em 2020. Quase 30% prevê, no entanto, uma quebra nas vendas.
O Barómetro Out of the Box foi realizado entre 17 de dezembro de 2019 e 6 de janeiro de 2020, através de respostas online, tendo tido 624 acessos e obtido um total de 181 respostas válidas. A maioria dos inquiridos é do sexo masculino (79%) e são pessoas que trabalham maioritariamente na cidade de Lisboa ou na zona da Grande Lisboa. De referir que 57% dos inquiridos tem mais de 10 anos de experiência no mercado imobiliário.

Fonte: Idealista - https://www.idealista.pt/news/imobiliario/habitacao/2020/01/17/42133-habitacao-continuara-quente-em-2020